Propaganda de faculdade é atacada por defender mais mérito e menos vitimismo (veja)


A propaganda da Faculdade IMED – com sedes em Passo Fundo/RS e Porto Alegre/RS – foi atacada por justiceiros sociais nas redes sociais por defender a importância do mérito pessoal em detrimento do vitimismo.

Os pontos que causaram maior indignação nos justiceiros sociais foram as afirmações “não levei vantagem por causa da minha cor” (em uma crítica às cotas racistas com base na cor da pele) e “não tive que achar que tudo estava errado só para parecer a diferente” (numa crítica ao vitimismo). A propaganda reforça a ideia de que são as escolhas pessoais e a liberdade que importam para as conquistas.


A veiculação do vídeo causou indignação na esquerda. Um aluno da instituição achou um “absurdo” a propaganda por ser “preconceituosa e não inclusiva”. Uma jornalista de um Instituto Federal afirmou que a propaganda “reproduz preconceito e reforça a farsa da meritocracia”. Um fotógrafo “ficou esperando a assinatura do governo Temer no final”. Outra comentarista também criticou a peça por promover a “farsa da meritocracia baseada no senso comum”, divulgando uma “propaganda ofensiva”. Confira:


Outros comentaristas, entretanto, apoiaram a publicidade da empresa e a coragem da instituição de ensino em tratar do assunto. Veja:

Fonte: Ilisp.org




log in

reset password

Back to
log in